Um dia em Ávila

Ávila é uma cidade medieval que fica a aproximadamente 100 km de Madri e permite um bate e volta super tranquilo. A cidade é conhecida por suas famosas muralhas, que cercam quase por completo a cidade, o que a torna uma verdadeira cidade medieval quase intocada, pelo menos é a sensação.

Para chegar na cidade peguei um trem na estação de Chamartín em Madri e em 1 hora e meia cheguei em Ávila. Da estação de trem fui caminhando até o centro histórico, cerca de 1,2 km, bem tranquilo.

Muralha de Ávila

A primeira parada foi a imponente muralha da cidade, que é considerada um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, título concedido por ser a muralha mais bem conservada da Espanha e da Europa. Para conhecê-la é possível comprar o ingresso de 5 euros em alguma das 5 portas que dão acesso à muralha: (Pta. Alcázar, Carnicerías, Arco del Carmen y Puente Adaja). Depois de adquirir os tickets sobe-se uma escada até atingir o topo da muralha, por onde é possível caminhar por quase todo o perímetro do centro histórico. Incrível!

Eu não tinha ideia de que as muralhas eram tão largas, para mim, seria um lugar apertado e difícil circulação. Ledo engano, são 3 metros largura, com uma vista maravilhosa da cidade, a 12 metros de altura!

img_0820.jpg

Basílica de São Vicente

Depois segui para a basílica de San Vicente, um templo românico considerado a segunda igreja mais importante da cidade (a primeira é a Catedral), que em 1882 foi considerada um Monumento Nacional da Espanha.

Catedral de Ávila

Essa foi a primeira catedral gótica da Espanha, construída em 1172, pelo rei de Castilla, Afonso VIII, que utilizou as ruínas de uma igreja dedicada a El Salvador como base de sua construção. Hoje o local é considerado um Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

O interior da Catedral é lindo e vale muito a pena ser visitado. Os ingressos estão disponíveis a 5 euros, e de segunda a sexta feira o acesso é livre das 09h30 as 10h.

Saindo de la fui conhecer a Praça do Exército e a Paróquia do Apóstolo São Pedro, outro edifício considerado Monumento Nacional da Espanha em 1914. 

No quesito comidas, o prato principal da cidade é o Chuletón de Ávila, que é uma chuleta de carne de vaca, que pode ser encontrada em quase todos os restaurantes da cidade, geralmente em um prato para duas pessoas, devido ao tamanho. Outra iguaria bastante popular é a Yema de Santa Teresa, um doce feito basicamente de gemas, açúcar e limão, podendo ser banhado em chocolate ou envolto em açúcar.

Uma cidade muito bonita para quem gosta de lugares medievais! Conheçam e compartilhem comigo suas dicas sobre a cidade. Beijo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s