Veneza e seus encantos

A segunda cidade mais visitada da Itália é a cidade dos apaixonados e não precisa estar apaixonado para gostar de Veneza, a cidade é apaixonante por si só, bastar chegar na ilha, avistar os canais, as gôndolas, as praças e as minúsculas ruelas para verificar que tudo que falaram era verdade. Comigo foi assim, confesso que eu tinha medo de sentir um cheiro ruim, ou de não achar “aquilo tudo” que eu já tinha ouvido falar mas, felizmente, a surpresa foi ainda melhor. Visitei a cidade no mês de Fevereiro, durante o carnaval, quando as temperaturas ficam entre 0° e 10° graus, mas peguei dias de sol, o que melhorava a sensação térmica.

20.jpg

Fiquei em Veneza por dois dias e acredito que o tempo foi suficiente, a ilha é bem pequena, então é possível conhecer os principais pontos turísticos em apenas um dia. Mas, recomendo dormir uma noite para aproveitar a beleza da cidade quando o sol vai embora e as luzes se acendem pelos canais. Além disso, apesar do preço ser mais elevado recomendo se hospedar em Veneza e não em Mestre, que é a cidade mais próxima localizada no continente. Ao meu ver, o valor economizado com uma diária de hotel não compensa o tempo perdido com a locomoção e a chance de dormir em um hotel ao lado de gôndolas e canais que é uma experiência única. Vale a pena!

Me hospedei no hotel Liassidi Palace, localizado na Ponte dei Greci 3405. O hotel era uma graça, os banheiros tinham um tamanho excelente considerando os padrões europeus e o restaurante do café da manhã era de vidro com vista para o canal, tudo muito bonito! Recomendo.

Chegamos na cidade, vindos de Milão, pelo trem da Trenitalia, para dicas de como chegar e se locomover em Veneza clique aqui e aqui. Desembarcamos na estação Venezia Santa Lucia e pegamos o vaporetto, espécie de ônibus aquático que te deixa no Gran Canal. A partir desse ponto fomos a pé até o hotel e por sorte nosso GPS do celular funcionava, porque as ruas formam um labirinto dificílimo de se localizar.

No primeiro dia saímos do hotel e fomos direção à Piazza San Marco, centro comercial de Veneza, local que abriga as atrações mais famosas da cidade e também a única praça da ilha. A construção da praça foi iniciada no século IX mas tomou as proporções que vemos hoje no ano de 1177.

As colunas de San Marco e San Teodoro

As duas colunas que podemos ver na foto acima são de San Marco e San Teodoro, padroeiros de Veneza. O leão alado é o símbolo da cidade e pode ser visto em diversos lugares. Do outro lado está San Teodoro com uma lança em cima de um crocodilo, San Teodoro foi o primeiro padroeiro, antes de San Marco.

Na praça as atrações principais são a Basílica de São Marcos, o Campanário de São Marcos e o Palazzo Ducale.

A Basílica, que teve sua construção iniciada no ano de 1071, é um marco do estilos bizantino e gótico e a decoração interna conta com revestimentos em ouro, bronze e pedras preciosas.

Os horários de visitação podem ver verificados aqui.

7

Além da Basílica, a visita ao Campanário de San Marco é imperdível. Campanário é uma torre que contém sinos cuja função é anunciar para cidade acontecimentos importantes como casamentos ou funerais. O Campanário de Veneza tem mais de 98 metros de altura e é possível subir para admirar a cidade de cima.

A visita à torre custa € 8,00 e os horários variam de acordo com o mês do ano. Podendo ser verificados aqui. 

Campanário de San Marco (Esq.) e Palazzo Ducale (Dir.)

O Palazzo Ducale era o antigo palácio do Doge de Veneza, o maior governante da República de Veneza. Não importa quem fosse o governante da época, residir no palácio era uma obrigatoriedade e assim foi perpetuado até que o sistema de Doges foi extinto em 1797. A construção do palácio foi iniciada no século XIV e para visitar o edifício, que hoje abriga um museu, é preciso desembolsar a quantia de € 19 euros. Para maiores informações clique aqui.

Na Piazza San Marco está localizado também o café mais antigo da Europa, o Caffè Florian. Aberto em 1720 era a única cafeteria que permitia a entrada de mulheres. Atualmente, ainda é possível avistar pessoas vestidas com roupas formais apreciando um delicioso café.

Resultado de imagem para caffe florian

Photo Credito: Caffè Florian

Pedimos um café, dentre os diversos tipos que são oferecidos, e um chocolate quente, um passeio ideal para um dia de inverno. Além disso, é possível comer croissants, sanduíches, pequenas refeições e doces. O menu pode ser verificado aqui

5

A noite assistimos o concerto mais famoso de Vivaldi: As Quatro Estações. O compositor nasceu em Veneza no ano de 1678 e durante seus 63 anos de vida compôs 477 concertos. O que nós vimos aconteceu no Ateneo di San Basso, pertinho da Piazza de San Marco e os ingressos custaram por volta de € 30,00. Nós não fizemos reserva, chegamos durante o dia, vimos quais concertos estavam acontecendo e compramos o ingresso no próprio teatro.


Segundo dia:

No segundo dia fizemos o famoso passeio de gôndola. Imperdível.

Em vários canais menores é possível contratar o passeio, além do Gran Canal que possui vários gondoleiros dispostos a apresentar as maravilhas da cidade. O passeio não é barato € 80,00 para aproximadamente meia hora, mas vale o investimento, pois de gôndola é possível conhecer pequenos canais que são acessados apenas por esse meio de transporte, além disso, não é todo dia que estamos em uma cidade que não possui carros e único jeito de andar pelas “ruas” é de barco.

Vista da cidade de Veneza.

9O restante do dia foi dedicado a passear pelas ruelas e aproveitar a cidade antes de pegar o trem de volta para Milão.

Bjs 💋

Anúncios

2 comentários em “Veneza e seus encantos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s